Inteligência artificial em empresas: como utilizar?

Imagem com fundo azul e um bloco escrito "AI" representando a inteligência artificial.
O que você encontrará aqui:

A rotina de uma empresa é composta por diversas atividades que precisam ser realizadas diariamente, umas mais rápidas e outras que nem tanto. Para otimizar o tempo da sua equipe e melhorar a produtividade, a Inteligência Artificial pode ser uma ferramenta de grande ajuda.

No post de hoje, exploraremos melhor como ela funciona, além de analisar maneiras de implementar a inteligência artificial em sua empresa. Continue a leitura e compreenda!

O que é Inteligência Artificial?

A Inteligência Artificial se refere ao conjunto de softwares e tecnologias, que trabalham em conjunto para simular a inteligência humana e realizar trabalhos que vão desde a criação de textos lógicos, até a reprodução de objetos reais.

Graças ao avanço acelerado da tecnologia e o investimento em inovação, essas ferramentas evoluíram ao ponto de automatizar funções rotineiras que antes demandavam muito tempo e desgaste laboral de trabalhadores.

A Inteligência Artificial veio para complementar o desenvolvimento de diversas atividades do cotidiano das pessoas e facilitar seu trabalho, fazendo que os colaboradores de uma empresa possam direcionar seus esforços para tarefas que realmente precisem de uma competência maior.

Qual a função da inteligência artificial?

Como dito anteriormente, as diversas inteligências artificiais surgiram com o propósito de contribuir para o desenvolvimento de atividades de diferentes segmentos.

Em muitas empresas, a AI tem a serventia para potencializar a produtividade e resultados, otimizar o tempo e a comunicação da equipe, além de propagar o aprendizado em suas ações.

Quais os principais tipos de Inteligência artificial?

Por ser uma tecnologia que vem sendo desenvolvida e difundida em grande escala, a Inteligência Artificial possui algumas ramificações e áreas de aplicação.

A seguir, confira os três principais tipos de Inteligência Artificial e quais são suas características e como elas funcionam na prática.

Inteligência Artificial Limitada

Como o nome já sugere, a Inteligência Artificial Limitada (ANI) possui funções específicas de armazenamento de dados e automação de tarefas que serão executadas dentro das delimitações de sua programação.

Conhecida também como “AI fraca”, esse tipo de software faz a coleta de um volume significativo de informações e as reproduz de forma adaptada para sua configuração.

Ela ainda pode ser dividida em duas categorias, sendo a primeira as “máquinas reativas”, que é uma ferramenta ainda primária, por isso, tem recursos limitados. Este tipo de AI apenas responde a comandos que estejam dentro das configurações dela, não se estendendo ao armazenamento de informações.

O segundo tipo é a “memória limitada”, utilizada na otimização e personalização da experiência do usuário em sites de compras e plataformas de streaming, por exemplo.

Essa AI basicamente armazena informações que influenciam na tomada de decisões. Uma forma de retratar essa situação são as sugestões de filmes ou séries que aparecem na sua tela inicial do seu stream favorito.

Inteligência Artificial Geral

Diferente da anterior, a AI Geral (AGI), também conhecida como “AI forte”, utiliza mecanismos como machine learning para entender e aprender a realizar tarefas, se aproximando da inteligência humana. Este tipo de software é considerado avançado e pode acelerar diversos processos internos nas empresas, além de executar tarefas que a ANI não consegue.

Nesta situação, também é possível fazer uma separação em duas categorias, sendo elas as “máquinas cientes”, que tem a capacidade de absorver os comandos recebidos e reter essa informação para desenvolver futuros trabalhos, enxergando o mundo externo com maior amplitude.

Sua outra divisão são as “máquinas autoconscientes”, que possuem o discernimento do mundo e também de si próprias. Na AGI, seu sistema de autoconsciência funciona como uma associação humana. Quando vemos alguém chorando, imaginamos que algo triste aconteceu; já quando vemos sorrindo, relacionamos com a felicidade – essa AI funciona da mesma forma.

Superinteligência

A superinteligência se trata do futuro daquilo que conhecemos como inteligência artificial. A superinteligência visa superar de forma exponencial a AI forte, e realizar atividades que até então, nem os seres humanos são capazes.

Apelidado de ASI, este software, ainda em desenvolvimento, vem para viabilizar as tarefas que antes demoravam um grande tempo para que a humanidade pudesse completar em sua totalidade.

Entender como elas funcionam e como são suas aplicações no dia a dia, além da forma que sua utilização pode impactar na rotina, não só empresarial, mas também no estilo de vida que conhecemos, é essencial.

Diferentes usos da IA nas empresa

Como você pode ter notado ao longo do texto, os softwares de Inteligência Artificial procuram aprimorar as atividades diárias de uma equipe ou empresa, e motivar os funcionários com o uso da tecnologia.

Por se tratar de uma ferramenta ainda em desenvolvimento, muitas companhias ainda têm suas dúvidas sobre a segurança da AI, e como aplicá-la à sua realidade. Entenda como elas podem ser aplicadas:

Chatbots

Os chatbots são ótimos mecanismos de comunicação com os clientes, principalmente para um contato inicial. Muitas vezes, a equipe de atendimento não dá conta de interagir com todos os consumidores, devido ao alto volume de busca, ou pelas demandas diárias.

Em casos como estes, os chatbots podem entrar como uma solução viável, pois podem ser programados com respostas rápidas de boas-vindas, agradecimento, para tirar dúvidas e responder perguntas frequentes como o horário de funcionamento.

Além disso, o uso de AI no atendimento ao cliente pode melhorar sua jornada pelo fato da ferramenta reter as informações coletadas e reverter para melhorias e atendimentos personalizados, característica que já citamos anteriormente neste conteúdo.

Automação de tarefas

Seguindo a mesma ideia dos chats, a AI pode ser aplicada na automação de outras tarefas que tomam um tempo útil da equipe, além do atendimento.

Atualmente, já existem recursos para acompanhar as diversas etapas de um projeto, desde o início até a conclusão. Funções como distribuição de tarefas, criação de dashboards e levantamento de dados, podem ser feitas em questão de segundos.

Esses pormenores parecem coisas simples, mas podem tomar uma boa parcela de tempo de trabalho. Por isso, é interessante investir em tecnologias como esta. Assim, o direcionamento dos esforços pode ser voltado para outras situações.

Personalização

Uma das principais funções da Inteligência Artificial é armazenar informações do mundo externo e também dos usuários da plataforma à qual ela está inserida.

Ao fazer uma pesquisa sobre determinado tema ou produto, a pessoa que está navegando na página deixe seu histórico de pesquisas, que logo é associado aos seus interesses pessoais. Um exemplo é quando buscamos “tênis esportivo” em algum site e momentos depois começam a surgir anúncios sobre este item em outras plataformas.

A função da Inteligência Artificial está na coleta destes dados para torná-los informações práticas e personalizadas, tornando a usabilidade do canal, mais personalizada e com a cara do consumidor, oferecendo coisas do seu interesse.

Assistente pessoal

As assistentes pessoais são uma das ferramentas mais utilizadas na última década. Grandes empresas como a Apple e a Amazon já possuem suas assistentes pessoais para auxiliar nos afazeres do cotidiano.

Estas ferramentas são programadas para fornecer informações de forma rápida e precisa, evitando a propagação de informações falsas. É possível encontrar informações simples, como a previsão do tempo, até as mais complexas, como notícias mundiais de última hora.

As assistentes são ótimas para a economia do tempo gasto em pesquisas, pois fornecem respostas rápidas, além de atender por comandos de voz, e vir com a capacidade de se integrar com outros aplicativos.

Tendências da Inteligência artificial

Você pôde perceber que a Inteligência Artificial está em constante desenvolvimento, e deve ser propagada para todas as áreas de atuação em um futuro próximo.

Por meio de estudos sobre o tema, já é possível identificar algumas das principais tendências da AI. Vamos explorar, na sequência, algumas das áreas pelas quais estes debates abordam.

A primeira tendência é o uso da Inteligência Artificial na Segurança Cibernética. Com o uso da AI, é mais fácil fazer verificações de login, redução de fraudes e equilibrar a segurança mediante dados comportamentais.

Outro fator que já é uma tendência, é a potencialização do trabalho, pois a automação de incumbências menores e o aprimoramento do tempo permitem que a empresa, na totalidade, foque em mais trabalhos que exijam a compreensão que só seres humanos têm, ou podem desenvolver.

O impulsionamento da criatividade também é uma grande faceta destes softwares, pois eles fornecem informações ainda inexploradas pelo usuário. Ter um ponto de vista diferente pode ajudar no desenvolvimento de novas ideias, ainda mais com uma ferramenta com tanto acesso.

Quando usar Inteligência artificial na minha empresa?

Não existe um momento específico para começar a utilizar a inteligência artificial na sua empresa, afinal, a AI é sempre uma grande aliada para evolução de uma organização.

Tarefas que antes poderiam levar horas de trabalho, se tornam atividades de rápida resolução e retorno eficiente. A automação de tarefas como a pesquisa de dados e desenvolvimento de dashboards.

A Biti9 é pioneira no uso da AI Generativa, e podemos ajudar sua organização a crescer ainda mais com sua utilização. Esta tecnologia funciona a partir de informações novas baseadas em dados já pré-existentes.

A Inteligência Artificial Generativa utiliza duas redes neurais que são a geradora e a discriminadora. A primeira rede cria os dados, enquanto a segunda considera a qualidade das informações da primeira.

Esta ferramenta é capaz de criar do zero novas imagens, textos e até mesmo músicas, com base em materiais pré-existentes. Ela pode identificar desde padrões de exames médicos, até códigos de softwares.

Independentemente do segmento ou porte da sua empresa, a implementação dos mecanismos de inteligência artificial potencializa o desempenho do time, com isso, melhora a experiência do seu cliente e fortalece a relação entre marca e consumidor.

Está considerando incorporar alguma AI em seu negócio? Conte com a Biti9 para economizar tempo e reduzir custos em recursos, ao mesmo tempo que alcança sua produtividade máxima através da automação de serviços.

Desde 2016, a Biti9 ajuda empresas de todos os portes e setores a se desenvolver e obter um maior proveito em suas atividades. Fale com um especialista e entenda mais!

Agora que você conhece melhor como funciona a Inteligência Artificial e como aplicá-la no cotidiano da sua empresa, que tal continuar explorando o blog da Biti9 e ter acesso a mais conteúdos como esse? Se você gostou deste conteúdo, aproveite e confira nosso post sobre inovação disruptiva! Até a próxima!

 

 

Avalie esse post
Compartilhe
Este conteúdo foi escrito por
Adalberto Cunha
Adalberto Cunha
Adalberto Cunha é o CRO (Chief Revenue Officer) da Biti9. Formado pela FECAP e Universidade Mackenzie, acumulou diversas experiências em sua carreira, incluindo grandes empresas como Banco Safra, BCS e IBM (International Business Machines Corporation). Em 2010, fundou uma filial da Yogolove e, posteriormente, também trabalhou na Natura. Em 2015, co-fundou a Biti9 em parceria com Martin Luther Candido e Silva e, desde então, tem como missão ajudar empresas a reduzir erros e custos e a proporcionar mais agilidade no backoffice, implementando automações para realizar as atividades repetitivas de forma otimizada, utilizando tecnologias de RPA (Robotic Process Automation), OCR (Optical Character Recognition) e IA Generativa (Inteligência Artificial).

Receba nossos conteúdos

🔒 Seus dados estão 100% protegidos e jamais serão compartilhados. Ao se cadastrar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Conteúdos relacionados

Fale com um especialista

Ao enviar você concorda com nossa Política de Privacidade.