A aplicação do RPA em empresas é uma solução que já foi atestada como eficiente para redução de custos, aumento da lucratividade e crescimento do valor da TI como um todo. Essa tecnologia estimula uma profunda mudança nas formas de trabalho existentes e revitalização de processos. Mesmo assim, ainda há muita resistência, principalmente por causa dos mitos que envolvem o assunto.

Neste artigo, vamos abordar essa questão para desmistificar e esclarecer o tema. Acompanhe!

Como o RPA influencia o desempenho do negócio?

Mesmo com os avanços tecnológicos invadindo o mercado e trazendo novas abordagens, muitas pessoas ainda estão receosas. Funcionários ainda pensam que os robôs tomarão seus lugares, e que os gestores aplicam essa tecnologia somente para reduzir custos de pessoal.

Contudo, o que tem sido provado é que o RPA não rouba as funções dos colaboradores. Ele influencia na realocação deles para tarefas mais estratégicas para as empresas, aquelas que precisam especificamente do talento humano. Soluções que necessitam de emoção, criatividade e da inteligência se encaixam nesse tipo de atividade.

Tarefas repetitivas e burocráticas frequentemente se tornam gargalos operacionais e motivos de impedimento de iniciativas mais estratégicas e de melhorias. Os colaboradores estão sempre muito ocupados com questões operacionais; por isso, ficam sem tempo para se preocupar mais com o valor do negócio, com os objetivos e a missão em si.

A automação de processos ajuda nesse sentido, ao transferir para os robôs as atividades repetitivas. Também permite gerar novas funções e oportunidades, possibilitando a reformulação de estratégias para suportar o uso inteligente das tecnologias nos mais diversos setores.

O uso de RPA para agilizar tarefas tem mostrado seu valor crescente; afinal pode ser aplicada em diversos segmentos, sempre com mudanças positivas para as organizações. No entanto, também precisa vencer a desconfiança dos executivos, que devem atentar mais para os benefícios e para o fato de que essa solução é plenamente consistente e sustentável.

Quais as vantagens do RPA em empresas?

Veja, a seguir, algumas das vantagens da aplicação do RPA.

Automatização e segmentação

A automação de operações auxilia na segmentação e na entrega de produtos customizados para o cliente. Isso pode ser feito com o monitoramento do comportamento dos consumidores na internet para gerar insights que revelarão o perfil deles e o que deve ser sugerido. Dessa forma, as campanhas de marketing tornam-se precisas.

Auxílio no processo de conversão e vendas

Com esse monitoramento, é possível também identificar as  oportunidades para a criação de estratégias que resultem em mais conversão de potenciais consumidores e em mais vendas. Ademais, isso viabiliza o contato e o relacionamento com os clientes, uma vez que as empresas passam a conhecê-los melhor.

Redução dos custos de despesas gerais e administrativas

RPA é sinônimo de redução de custos. Com a robotização de processos, os gestores conseguem maior produtividade e um uso mais eficiente dos recursos, o que impacta a lucratividade, mas também gera menos erros e falhas nas operações cotidianas.

Caso precise aumentar o número de atividades para suprir uma demanda maior, as empresas podem contar com mais automação e dispensar despesas excessivas com mão de obra. Com a escalabilidade e flexibilidade das soluções de RPA, é possível se preparar melhor para a dinâmica do mercado sem ter que gastar muito com isso.

O  RPA em empresas pode ser usado para identificar problemas de eficiência nas operações de rotina. Assim, esses gargalos podem ser solucionados para redução de custos. Isso quer dizer que a automação de processos permite produzir mais, com maior qualidade e menos gastos.

Gostou deste artigo sobre os efeitos do RPA em empresas? Então assine a nossa newsletter para receber outros posts interessantes no seu e-mail!