Atualmente, é possível perceber uma relação muito forte entre a evolução tecnológica e a gestão de projetos. Afinal, assim que a demanda por produtos digitais aumentou, as empresas começaram a encontrar recursos tecnológicos capazes de eliminar erros, diminuir retrabalho, aumentar a eficiência e gerar resultados mais consistentes.

Para alcançar esses benefícios, contudo, é importante escolher as ferramentas certas para cada tipo de negócio. Isso, por sua vez, requer uma compreensão ampla acerca das inovações na área de projetos e de suas particularidades. Neste artigo, ajudaremos a esclarecer esse assunto. Confira!

Quais os efeitos da evolução tecnológica na gestão de projetos?

Antigamente, gestores de TI enfrentavam uma série de problemas com seus processos e operações. Os prazos eram mal definidos, e os resultados sempre atrasavam. Os clientes nunca ficavam satisfeitos e felizes com os produtos, pois o desenvolvimento não conseguia atender às suas necessidades.

As metodologias eram rígidas, o que gerava erros que eram acumulados e não eram solucionados a tempo. Existia falta de foco e de controle dos recursos e do pessoal.

No entanto, a tecnologia evoluiu, e diversas ferramentas para gerenciar melhor os projetos surgiram. Atualmente, auxiliam no controle e organização, registro de atividades e análise de dados. Além disso, oferecem automação de tarefas de grande volume.

Com elas, as empresas podem focar aspectos importantes para otimização dos resultados, como colaboração, criatividade e planejamento. Esses sistemas permitem maior organização e divisão de papéis, bem como uma compreensão mais profunda dos problemas.

Nesse novo mundo, a tecnologia está em diversos dispositivos e permite que haja acesso a qualquer lugar, em qualquer momento, o que impacta positivamente os negócios.

Ou seja, a evolução tecnológica ajudou a solucionar os principais problemas da gestão, com um foco maior na comunicação entre membros e em inovar a maneira como as equipes encaram os transtornos e processos de criação. O operacional sofreu mudança, mas também a cultura dos líderes e membros.

Quais as vantagens de softwares de gestão de projetos?

Uma das formas de garantir o que mencionamos no primeiro tópico é o uso de um software de gestão de projetos. Vamos agora aprofundar as vantagens desse tipo de aplicação.

Produtividade

O principal aspecto é a produtividade. Softwares de gerenciamento ajudam no aumento da capacidade de produção, pois geram eficiência e organização no ambiente de trabalho. Ao concentrar dados e permitir a visualização de todos, é possível garantir agilidade no desenvolvimento de produtos e redução de gargalos operacionais.

Assim, os principais desafios são atenuados. Os sistemas fornecem automação para lidar com tarefas repetitivas, o que libera os colaboradores para funções estratégicas e criativas. Também coletam dados e organizam informações relevantes a fim de gerar inteligência para a gestão: indicadores, métricas e relatórios funcionam como conselheiros para as escolhas diárias.

Desse modo, é possível lidar com demandas maiores de uma maneira mais clara e transparente, com controle de prazos e eficiência. A equipe se torna capaz de fazer mais com os mesmos recursos e com a garantia da mesma qualidade e consistência.

Redução de custos e erros

Sistemas de gestão também são cruciais para diminuir os custos com a produção. Afinal, se há mais organização e eficiência, há menos consumo de recursos e eliminação de despesas desnecessárias, o que garante economia no balanço financeiro.

Outra implicação é a redução de erros, fator que impacta na diminuição de gastos. Se a empresa erra menos, não precisa repetir atividades para reparar falhas e pode seguir com o planejamento. Cada membro sabe bem o que fazer e como se comportar em cada etapa.

Integração

Outra vantagem desses sistemas é a capacidade de integração com outras aplicações da empresa e outros setores. Essa comunicação facilita o dia a dia e soluciona diversos problemas de ineficiência e erros. É possível também integrar melhor a equipe e assegurar que todos estejam alinhados com o objetivo.

Padronização e previsibilidade

Da mesma forma, é possível alcançar um nível maior de padronização de processos, o que gera maior previsibilidade e controle. A gestão consegue dimensionar corretamente os custos e esforços de cada etapa e tomar decisões com base nisso.

A implicação desse fator é uma administração mais segura e eficiente dos recursos, sem transtornos inesperados. Desse modo, dá para manter prazos e assegurar satisfação dos clientes.

Competitividade

Todos esses fatores se unem para agregar maior credibilidade e autoridade ao nome da marca. No mercado, isso é sinônimo de maior competitividade. Se a companhia apresenta melhores resultados, consegue conquistar mais clientes e alcança facilmente retorno sobre os investimentos em tecnologia.

Como escolher um sistema de gestão?

Já vimos como a tecnologia impacta o gerenciamento de projetos e quais são as vantagens reais para o negócio. Para aplicar isso é preciso, no entanto, buscar as ferramentas ideais. Então, como escolher um software de gestão? Quais fatores são relevantes para selecionar uma entre várias opções?

Primeiramente, é necessário levantar um fator crucial: alinhamento com as necessidades. Cada organização tem seus problemas e precisa de soluções específicas para administrá-los. Por isso, é importante saber quais são esses pontos e como uma aplicação poderá auxiliar. Ou seja, tudo começa com um estudo das dores internas do dia a dia.

Em seguida, a companhia pode considerar alguns fatores globais que orientam as escolhas. Um deles é a mobilidade, um pilar fundamental para o mundo moderno. Um bom sistema deve ser acessível em qualquer dispositivo para estar disponível em qualquer momento. Dessa forma, é possível ser produtivo ao máximo e aproveitar os benefícios citados anteriormente.

A segurança é outro ponto que deve ser analisado. Os sistemas de gestão de projetos devem apresentar mecanismos e estratégias robustas para proteger dados e prevenir problemas no desenvolvimento. Para otimizar isso, é importante procurar uma ferramenta que esteja sempre disponível, com uma boa qualidade e que permita controle e monitoramento de quem acessa as informações.

Outros fatores são a escalabilidade e suporte à computação em nuvem. Esses conceitos estão em voga ultimamente, pois atendem muito bem às necessidades de crescimento seguro e planejado das empresas. É preciso contar com uma ferramenta dinâmica que ofereça segurança, mas que também seja expansível. Os custos devem ser moderados e fáceis de gerenciar.

Como vimos, a evolução tecnológica aperfeiçoou a gestão de projetos. Assim, a atualidade permite que equipes de TI trabalhem com um alto nível de organização, com suporte à criatividade e transparência. Vale reforçar que as companhias devem sempre aplicar tecnologias para estimular um ambiente colaborativo, com agilidade e precisão para os processos.

Gostou do conteúdo e da abordagem sobre o assunto? Para saber mais sobre tecnologias para otimizar resultados, entenda tudo o que precisa saber sobre gestão de RPA.