Mais barato e simples que o Machine Learning e a Inteligência Artificial, porém com potencial de diminuir em até 65% o número de horas de trabalho humano, segundo a Gartner. Esse é o RPA, uma geração de softwares robôs capazes de automatizar tarefas que envolvem diversos sistemas.

Um RPA pode automatizar suas operações de cadastro de clientes, emissão de notas fiscais e geração de relatórios gerenciais sem precisar alterar os sistemas que você já usa, pois os softwares robóticos interagem diretamente com os sistemas existentes como se fossem usuários humanos.

Gigantes como Walmart e AT&T já adotaram essa tecnologia. Continue a leitura para entender como adotá-la com sucesso em sua empresa!

Veja como os softwares robóticos estão mudando os serviços de TI das empresas

Um software robô pode interagir com diferentes tipos de sistemas, desde as antigas telas de mainframe até sistemas desktop e as modernas aplicações. São um passo gigante na transformação digital, ao transformarem a maneira como seus colaboradores trabalham.

Por essa característica, sua adoção é mais barata e de menor risco que uma automatização convencional, pois não é necessário alterar os sistemas existentes para automatizá-los. Além de ser bem mais rápido que um projeto de TI convencional.

Começar a usufruir dos benefícios da automação em pouco tempo e liberar tempo dos recursos para atividades mais nobres (pensantes) é possível ao adotar softwares robóticos.

Descubra onde o RPA se encaixa

Burocracia e tarefas repetitivas, como copiar e colar, minam a motivação e produtividade de qualquer pessoa. Com a economia de tempo sua equipe fará menos horas extras, além de ficar mais satisfeita com o trabalho e poder pensar de maneira inovadora.

Apontamentos de horas, preenchimento de formulários de abertura e conclusão de chamados, reset de senhas e muitas outras atividades podem ser automatizadas de maneira simples e sem precisar alterar os sistemas existentes.

Os softwares robóticos se encaixam nas atividades burocráticas executadas pelas áreas das empresa. Contam com o benefício de aprenderem sozinhos a responder a novas situações. E podem ser treinados por funcionários comuns sem conhecimento em programação.

Saiba os desafios na relação de automação de processos

Diante do potencial de ganhos da automação de Processos (RPA), é comum querer aplicá-los no maior número possível de processos. Porém, a adoção requer atenção, planejamento cuidadoso e acompanhamento constante.

Como toda inovação promissora, é necessário frear expectativas para deixá-las mais realistas. Definindo metas de maneira progressiva, iniciando com processos simples e evoluindo para processos mais complexos.

Diante da importância de extrair dados para melhoria constante do negócio, unir RPA e Business Intelligence é uma ótima estratégia. O BI ajuda a melhorar continuamente, ao passo que o RPA ajuda o BI na obtenção de dados mais confiáveis, isentos de erros humanos.

Para saber mais sobre o assunto, entenda a fundo os benefícios de usar RPA junto com o BI na sua empresa!