(11) 3181 7255‬ \ (11) 4119 5656 biti9@biti9.com.br

O crescimento de um negócio é um processo ativo e de escalabilidade. Só com planejamento e esforço é possível agregar valor à empresa, aumentar seu ROI (Retorno sobre Investimento) e manter um ritmo de desenvolvimento estável. Uma característica que está diretamente atrelada a essa expansão é o quanto uma empresa pode ser escalável.

Talvez você já tenha ouvido falar desse termo, porém não sabe bem como ele se aplica em seu negócio. É por isso que estamos aqui!

Neste artigo, vamos falar sobre o significado e a importância dele dentro do ambiente corporativo, e ainda sobre como você pode aplicar esse conceito para gerar inovação e melhores resultados. Acompanhe!

O que significa o conceito de escalabilidade?

A princípio, essa palavra pode parecer um pouco estranha, mas seu significado é relativamente simples. Um sistema, modelo de negócios ou processo escalável é aquele que pode ser aplicado em diferentes proporções (escalas).

Para que uma empresa seja considerada escalável, seus processos devem apresentar três características principais:

  • ser algo que pode ser ensinado;
  • ter alto valor para a empresa;
  • poder ser reproduzido em diferentes contextos.

Para entender melhor, podemos observar alguns exemplos de grandes empresas que trabalham com processos escaláveis. Serviços de economia compartilhada, como Airbnb e Uber, usam uma plataforma fixa e, por meio dela, podem envolver mais pessoas no ciclo de aluguéis de casas e de transporte privado, respectivamente.

Já no caso de atividades profissionais escaláveis, podemos citar músicos e autores de livros. A partir do desenvolvimento de apenas um produto, como um álbum ou um novo romance, eles podem alcançar 10 mil ou 100 milhões de pessoas sem que precisem estar constantemente refazendo o processo.

Por sua vez, o ambiente virtual e as ferramentas digitais têm possibilitado a abertura de inúmeros novos mercados passíveis de escalabilidade. Além das plataformas já citadas, podemos mencionar a popularização dos infoprodutos, como cursos online e e-books, os quais demonstram que conhecimento é um produto de alta replicabilidade. Softwares também são exemplos interessantes de itens escaláveis.

Por que a escalabilidade é importante para a empresa?

Um negócio escalável apresenta uma série de benefícios e vantagens em relação aos mais tradicionais. Como já mencionamos, o crescimento consistente da organização depende de uma série de fatores que exigem que você trabalhe regularmente para nutrir o negócio e elevar seus resultados. Algumas das vantagens que você pode obter nessa troca são as que seguem.

Maior flexibilidade dos processos

Como dissemos, um sistema escalável pode ser reproduzido de maneira fácil, independentemente de suas proporções. Isso significa que a mesma solução pode ser aplicada nos diferentes estágios de desenvolvimento do negócio, em outros setores ou, até mesmo, em outras filiais.

Com um sistema mais flexível, haverá menos peso em cada novo investimento feito na empresa. Já que a mesma estrutura não precisa ser reconfigurada, ela vai continuar funcionando a todo vapor no seu novo contexto.

Aumento de produtividade

Sem precisar refazer todas as etapas para a venda de um produto, o ciclo produtivo se torna muito mais ágil e eficiente. Afinal, replicar algo é muito mais simples do que criar. Sendo assim, a empresa começa a produzir em larga escala.

Junto a isso, ela conta com ferramentas para otimizar os processos, diminuir possíveis erros e elevar ao máximo o desempenho da equipe. Isso gera um salto de produtividade que alavanca os resultados de forma muito mais rápida.

Otimização dos custos

Uma das grandes características de negócios escaláveis é a alta lucratividade. Isso porque a empresa torna-se capaz de aumentar seu processo produtivo sem injetar recursos de forma proporcional.

Toda lógica de produção é focada na otimização dos custos e, por isso, usam-se ferramentas de automação de rotinas, terceirização de serviços e modalidades trabalhistas diferenciadas.

Construção de valor

Não adianta investir na escalabilidade de um sistema se ele não agrega valor aos seus processos. O objetivo ainda é o crescimento da empresa, porém o fato de você buscar um negócio mais escalável já contribui muito para a construção de valor dos seus processos e recursos.

Menor probabilidade de estagnação

Você provavelmente já viu excelentes negócios perdendo espaço no mercado por terem dificuldade em se adaptar às mudanças. Novas tecnologias e soluções surgem todos os dias, e elas precisam ser incorporadas. Se você se prender a métodos que “sempre deram certo”, não há garantia de que vão funcionar do mesmo jeito sempre.

Buscar ativamente soluções mais escaláveis e compatíveis com os seus objetivos na empresa ajuda a manter seu negócio flexível, sem perder desempenho. Além do mais, ao se adaptar às novas demandas, você assegura a longevidade do negócio.

Como tornar o negócio mais escalável?

A escalabilidade é um dos conceitos que domina o mercado atualmente. Esse método tem feito com que startups cheguem ao sucesso em pouco tempo, ao unir produtos inovadores com uma estratégia de produção e vendas otimizadas.

Assim sendo, grande parte dos empreendedores busca maneiras de tornar o negócio mais escalável ou, até mesmo, de criar uma empresa com essas características do zero. Abaixo, veja alguns caminhos que é preciso percorrer para alcançar esse objetivo.

Uso de tecnologia

Certamente uma das grandes aliadas da empresa que busca escalabilidade é a tecnologia. Ferramentas de gestão, por exemplo, possibilitam que os profissionais centralizem a administração dos processos em um só lugar. Além de integrar o trabalho de diferentes setores em um espaço que permite ter uma visão mais ampla do que acontece na empresa.

Já as soluções de RPA (Robotic Process Automation) são responsáveis por automatizar processos que antes eram feitos de modo manual, ocupando mão de obra e gerando custos que impediriam a escalagem.

A computação em nuvem é mais uma tecnologia importante na empresa. Por meio dela, arquivos podem ser guardados e acessados de maneira rápida e segura por todos os integrantes da equipe, o que contribui para agilizar as estratégias do gestor.

Planejamento estratégico

Encontrar um nicho de mercado e criar um produto ou serviço que supra uma demanda existente é uma das necessidades centrais para alcançar a escalabilidade. Desenvolver um planejamento sólido vai permitir que a empresa consiga projetar a real viabilidade do negócio, os custos para iniciar e as etapas de crescimento.

Junto a isso, é preciso criar uma estratégia operacional eficiente, que garanta um fluxo de vendas rápido, com qualidade e rentabilidade. É necessário se precaver para que não aconteça de vender mais, porém perder qualidade.

Inovação no modelo de trabalho

Apostar em novos sistemas de trabalho também pode ser uma alternativa. Em vez de manter uma equipe fixa em um escritório, como é o comum, muitas empresas passam a apostar no trabalho remoto, com times em home office.

A terceirização de equipes é mais uma opção que pode se tornar viável caso a gestão ateste que será rentável e que não haverá perda de qualidade no serviço. Para conseguir alcançar a escalabilidade, buscar parcerias que agreguem valor ao negócio e permitam maior flexibilização e economia na produção é mais um dos caminhos possíveis.

Realização de melhorias contínuas

O movimento constante da empresa é uma das características da escalabilidade. Essa norma tem regido também o mercado, que a cada momento se vê atingido por mais inovações e mudanças.

Nesse sentido, torna-se preciso continuar em crescimento, de forma rentável, sem perder competitividade. Esse desafio exige que o negócio seja submetido a melhorias contínuas, realizadas com agilidade, sem deixar que a máquina produtiva pare.

Benefícios da escalabilidade para a empresa

Se a sua empresa está pronta para acomodar o crescimento proporcionado pela escalabilidade, seu negócio sobreviverá. Além de conseguir suportar períodos de expansão de curto prazo, também terá a durabilidade e a longevidade para permanecer no caminho do sucesso.

Portanto, é comum ver alguns novos negócios se desenvolvendo a uma velocidade considerável. Mas diante desse crescimento, algumas empresas, que não se preparam o suficiente antecipadamente, correm o risco de enfrentar desafios estruturais e econômicos no longo prazo.

A outra dificuldade é que eles muitas vezes vendem seus produtos para um público de nicho, por isso pode ser difícil encontrar clientes. Aqui estão alguns dos benefícios da escalabilidade:

Redução dos custos unitários de longo prazo

Um dos principais benefícios das economias internas de escala é a redução de custos, permitindo que as empresas melhorem sua competitividade de preços nos mercados globais.

Aumento dos lucros

Economias de escala levam ao aumento dos lucros, gerando um maior retorno sobre o investimento de capital e proporcionando às empresas a plataforma para crescer.

Maior escala de negócios

À medida que um negócio cresce em tamanho, ele se solidifica e se torna menos vulnerável a ameaças externas, como ofertas hostis de aquisição. Este é um dos principais benefícios da escalabilidade, pois tem um efeito positivo no preço das ações da empresa, bem como sua capacidade de levantar novos financiamentos.

Benefícios da escalabilidade para os consumidores

É claro que também há muitas vantagens das economias de escala para os consumidores, uma vez que os custos unitários mais baixos muitas vezes se alimentam de preços reduzidos. Quais são as vantagens das economias de escala para os consumidores?

Preços mais baixos

A redução do custo por unidade leva a preços mais baixos para o consumidor, o que significa que, no geral, os clientes terão maiores rendimentos reais e acesso mais fácil a produtos acessíveis.

Melhorias nos produtos

As empresas podem, potencialmente, investir suas economias de capital em pesquisa e desenvolvimento, levando a produtos aperfeiçoados. Como produtos farmacêuticos e alimentos mais baratos.

Salários mais altos

Para os colaboradores, outro benefício fundamental das economias de escala é o potencial de participação nos lucros e remunerações mais altas devido à economia de custos.

Como descobrir se a empresa, processos e modelos de negócio são escaláveis

É natural que uma pequena empresa queira tornar o maior número possível de áreas escaláveis. Por isso, os gestores devem trabalhar em conjunto e reconhecer que nem tudo pode ser escalável.

A falta de escalabilidade em uma ou mais áreas não necessariamente impede a estratégia de seguir em frente. Porém, influencia na forma como você aborda o design do seu sistema, a compra de equipamentos e até mesmo as contratações. Por essa razão, é tão importante reconhecer onde você não pode mudar, quanto ver onde você pode.

Como a escalabilidade está associada tanto aos sistemas de computador quanto à mudança de negócios. Em ambos os casos, refere-se à capacidade de adaptação, particularmente no que diz respeito ao crescimento e ao aumento da demanda.

Por isso, é essencial na forma de contribuir para a competitividade, eficiência, reputação e qualidade. As pequenas empresas devem estar particularmente atentas à escalabilidade, pois têm o maior potencial de crescimento e precisam maximizar o retorno com recursos.

Entretanto, embora muitas áreas em uma empresa sejam escaláveis, algumas não são. Você deve considerá-los com a mesma eticidade séria que você faz seus pontos escaláveis. Confira dois exemplos práticos:

Startups escaláveis

Uma startup escalável é aquela que começa com uma ideia lucrativa e inovadora e adota um modelo de negócio rentável, que pode se tornar rapidamente uma empresa muito lucrativa. Isso inclui entrar em um grande mercado e criar um nicho para os produtos do negócio.

Eles representam uma concorrência significativa para as companhias incumbidas na mesma indústria e localidade. As startups podem crescer rapidamente em negócios enormes, com escalabilidade e rentabilidade, apesar de seus recursos limitados. Startups inovadoras visam não apenas criar um produto para o setor, mas também desenvolver sua indústria para que outros introduzam produtos.

Elas podem receber várias ofertas de compra devido à sua singularidade, como a ajuda de bancos ou financiamento tradicional para recursos como qualquer outro negócio.

Quando se tornam escaláveis, diferem muito das pequenas empresas na visão e modelo do negócio. Afinal de contas, começam pequenas, mas crescem rapidamente em um curto período e sem sofrer com a estagnação. Um negócio escalável cresce para dominar o mercado.

Escala ou Falha

A escalabilidade não se trata apenas de aumentar ou expandir. Você também pode precisar reduzir a escala para atender a demandas mais baixas. Isso pode ser resultado de picos naturais em seu ciclo de negócios ou como consequência de uma recessão, e até mesmo uma mudança fundamental em sua indústria que está fora de seu controle.

De qualquer forma, há muitos fatores que podem fazer ou quebrar um negócio, por isso é importante estar pronto para o que vier em seu caminho. Escalabilidade é saber quando mudar o tato e ter os recursos para fazê-lo. Se você não se preparar para escalar, então você pode falhar. É simples assim.

Quando você atinge um boom econômico e seu negócio está vendo um rápido crescimento, certifique-se de que tem provisões para atender às demandas. Isso pode significar ter acesso a um maior volume de produtos ou a capacidade de aumentar rapidamente os níveis de pessoal para fornecer um serviço.

Também pode significar ter um plano de fluxo de caixa sustentável e fundos que podem ser movidos depressa. Se houver uma queda brusca na demanda, você tem um plano em vigor para cortar custos e simplificar o negócio, para que ele ainda esteja funcionando eficientemente sob pressão?

Elementos essenciais de escalabilidade

A escalabilidade é um requisito fundamental para dar suporte a uma organização em crescimento. Sendo assim, ela precisa ser um ingrediente essencial na maneira como seus fornecedores de aplicativos corporativos criam seus produtos.

Dito isso, existem diferenças fundamentais entre os softwares e seus recursos de escalabilidade precisam refletir isso. Por esse motivo, os aplicativos corporativos para os negócios devem ser capazes de acompanhar o crescimento e as mudanças gerais da empresa, mas em alguns casos eles têm tipos de requisitos diferentes.

Em RH, por exemplo, existem necessidades sazonais, como novos processos seletivos, revisões anuais, requisitos fiscais e outros eventos cíclicos. Os dados financeiros, por outro lado, tendem a crescer rapidamente e têm altos requisitos de taxa de transferência de transações e grandes necessidades de análise. As informações trimestrais e de fim de ano estão quase sempre crescendo.

Portanto, as expectativas são altas e as empresas precisam ser capazes de fornecer esses sistemas sob demanda. Existem certos elementos que você pode integrar em seu negócio que garantirão a escalabilidade. Confira:

Automação em um negócio escalável

Integrar a automação de processos  ao seu negócio pode ser um presente em termos de economia de tempo, o que significa economizar dinheiro, e permitir a escalabilidade.

A automação empresarial abrange um amplo espectro de processos, como e-commerce, gestão de crédito, gestão contábil, marketing e recursos humanos, entre outros.

As soluções atuais baseadas em nuvem simplificam toda a gama de processos para compra e venda, ajudando a manter as despesas operacionais baixas.

As soluções de automação são fundamentais para ajudar a garantir que seu negócio tenha o dinheiro necessário para expandir e crescer sem restrições

Computação em nuvem

A computação em nuvem permite que todos os seus serviços de computação, como servidores, armazenamento, bancos de dados, rede, software e análise, sejam entregues em tempo real pela internet.

Os maiores benefícios de implementar a computação em nuvem em seu negócio são sua eficiência, segurança e escalabilidade. Dessa forma, você pode expandir perfeitamente seus recursos de TI à medida que seu negócio cresce.

Perspectiva financeira de longo prazo

Configurar suas finanças corretamente é imprescindível para garantir o seu sucesso à medida que seu negócio aumenta.

Para que sua empresa sobreviva a longo prazo, sua receita deve exceder seus custos. No entanto, se você já conseguiu dominar isso e gerar lucro, não tire imediatamente esse dinheiro do negócio.

Se você quer escalar, é preciso pensar a longo prazo. Portanto, à medida que você começa a gerar lucro, coloque algum dinheiro de lado para reinvestir quando quiser expandir.

Dessa forma, você estará menos inclinado a encontrar investidores externos para escalar e pode manter o controle sobre a maioria do seu negócio.

Qual é a relação entre escalabilidade e RPA?

Para um negócio que almeja a escalabilidade, uma das primeiras iniciativas precisa ser o mapeamento dos processos. Após isso, é preciso sistematizá-los, criando padrões e tornando a replicação mais viável.

Ainda que padronizados, esses processos podem ser realizados de forma manual. No entanto, isso não é recomendado para o contexto escalável. Afinal, quanto maior o fluxo de produção, maior será a necessidade de mão de obra.

Nesse momento, a tecnologia de RPA se mostra essencial para a escalabilidade. Os sistemas eletrônicos desenvolvidos para realizar as tarefas repetitivas possibilitam otimização do tempo, economia de recursos e saltos muito maiores de produtividade.

A automação pode ser integrada em diversos contextos de uma empresa, como nas atividades de rotina da área administrativa ou financeira, como geração de notas e relatórios. Em geral, processos que têm alto volume de realização, são repetitivos e essenciais à empresa e demandam muita mão de obra humana são mais suscetíveis à automação.

Uma vantagem que faz a diferença no processo de escalabilidade ao adotar o RPA é a diminuição no índice de erros. A realização de tarefas repetitivas realizadas de forma manual leva a certos vícios que geram alta probabilidade de falhas. Esses equívocos causam impacto negativo na produtividade e impedem que a equipe se torne ágil.

Automação e a Escalabilidade

Ao contrário do que muitos imaginam, o uso de automação nos processos de um negócio não tira de cena os profissionais. Sem precisar se preocupar com atividades de rotina, eles passam a atuar de forma mais estratégica, propondo melhorias e inovações para o crescimento do negócio.

Esperamos que este artigo tenha te ajudado a entender melhor o conceito de escalabilidade e sua importância. Assim como a necessidade de soluções como o RPA, para garantir o crescimento da empresa de forma saudável.

Agora que você sabe o que é escalabilidade e conhece sua importância, compartilhe este artigo em suas redes sociais!