O investimento em tecnologia para automatizar processos está crescendo consideravelmente nos últimos anos. O que era uma proposta para linhas de produção em indústrias, hoje, pode ser replicado para qualquer tipo de empresa — da fabricação à entrega de serviços e produtos.

Para deixar você por dentro do assunto, resolvemos listar e responder todas as dúvidas em automação de RPA comuns no mercado. Veja o que é, como funciona e o que a empresa ganha ao investir. Vamos começar?

O que é automação de RPA e como ela funciona?

A sigla RPA vem da sua denominação em inglês, que significa Automação Robótica de Processos, um conceito ainda novo, mas que vem causando grande impacto no mercado.

Nesse caso, os “robôs” não são equipamentos físicos, mas softwares desenvolvidos e configurados para realizarem tarefas repetitivas e manuais, sem qualquer necessidade de interação humana.

Esses programas são incluídos no sistema da empresa por meio de sua TI, que apenas monitora o funcionamento e faz ajustes para otimizar cada vez mais o trabalho desses colaboradores virtuais.

Como a RPA é aplicada na empresa?

Os robôs criados para funções RPAs são muito flexíveis, portanto podem ser inseridos de diversas formas na rotina produtiva de um negócio.

Geralmente, sua aplicação vem de um planejamento prévio do tipo de processos que pode ser realizado de maneira mecânica. A complexidade do software vai depender de sua finalidade.

Vamos usar o atendimento ao cliente como um exemplo prático. Funções como processamento de pedidos, envio de notificações, geração de boletos, entre outros processos mais protocoláveis de comunicação, podem ser realizados por robôs mais simples, com configurações objetivas.

Outras tarefas, como triagem de atendimento e até diálogo direto com os clientes, necessitam de uma RPA mais complexa, com suporte de machine learning em Inteligências Artificiais capazes de analisar, aprender e aperfeiçoar sua linguagem.

Seja qual for a necessidade da empresa, a implantação é simples, e seu retorno, imediato. Assim que o robô entra em funcionamento, desempenha seu papel pleno da forma como foi configurado.

O que uma empresa ganha ao investir em RPA?

Não é à toa que empresas no mundo todo e de todos os setores corporativos estão apostando em RPA. A ferramenta traz ao negócio alguns benefícios que conversam bem com as novas necessidades competitivas do futuro. Veja!

Funcionamento 24/7

Assim que um robô de RPA é colocado em atividade, ele passa a executar aquela tarefa sem interrupções — 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Além de ser um ganho em produtividade significativo, essa capacidade elimina gargalos em determinadas tarefas, tornando todo o fluxo de produção mais otimizado.

Flexibilidade

Um bom software de RPA é uma base na qual cada empresa pode construir sua própria solução. Ele é configurável para diferentes parâmetros e demandas, adaptando-se bem a qualquer situação.

Isso é reforçado se a RPA é contratada como serviço. Nesse caso, o negócio pode adaptar os recursos necessários ao volume de trabalho que esses robôs precisam executar, alinhando bem o investimento com o retorno esperado.

Escalabilidade

Outra grande vantagem da RPA como serviço é que você pode aumentar exponencialmente a capacidade produtiva em uma tarefa, sem precisar de mais tempo, esforço ou pessoal.

O robô de automação é configurado da mesma forma para atender 100 pessoas ou 10 mil, o que dá previsibilidade e estabilidade para seu planejamento.

Redução de falhas

A RPA é uma grande forma de reduzir falhas humanas em execução de tarefas e registro de informações. O robô realiza exatamente a função à qual foi designado — sem se cansar, sem se equivocar, sem desviar a atenção.

RPA é segura?

Vamos falar deste benefício da RPA em separado, por ser a origem das maiores dúvidas de profissionais sobre os robôs de automação. Sim, a RPA é muito segura,, desde que a solução contratada seja de qualidade e sua implementação seja realizada de maneira eficiente.

O interessante de se notar aqui é que esses robôs são adicionados ao sistema como se fossem um usuário humano, com login, senha e direitos de acesso. Ou seja, sua atuação e seu monitoramento podem ser incluídos na rotina da TI da mesma forma como já é feita para os outros colaboradores.

Isso sem contar que a RPA conta com ferramentas de monitoramento também automatizadas, que ajudam a identificar e ajustar qualquer problema que surja ao longo da rotina do negócio.

A automação de RPA reduz o número de funcionários na empresa?

Não, necessariamente. Existem, sim, algumas funções que serão eliminadas e podem reduzir a demanda operacional humana, mas a tendência de empresas visando ao futuro não é cortar cargos, mas dar novo propósito aos colaboradores atuais.

A ideia é aproveitar os talentos dentro do escritório em posições mais estratégicas. Por que prender pessoas capacitadas em tarefas manuais e repetitivas se elas podem ajudar a encontrar caminhos de crescimento?

O que se tem visto ao redor do mundo é a utilização desses profissionais que já conhecem a empresa, seus processos e suas missões para inovar dentro de ideias sobre o futuro.

Agora que não precisam mais executar as tarefas, podem dedicar seu tempo para torná-las ainda mais eficientes e incluir novos processos dentro da rotina que tragam mais competitividade.

É possível implementar a tecnologia por conta própria?

Com bons profissionais de TI e desenvolvimento na empresa, é possível, sim, criar robôs para RPA sem a necessidade de parcerias.

Mas, assim como citamos na pergunta anterior, por que colocar esses talentos em tarefas operacionais, se podem tornar-se mais estratégicos para o negócio?

Contar com uma solução como serviço especializada garante o desempenho e a segurança da ferramenta desde o primeiro dia.

Mais do que isso, leva expertise para dentro da empresa, ajudando os colaboradores internos a identificarem as oportunidades de automação e como aplicar a tecnologia para extrair o máximo em otimização e aumento de produtividade.

Ao analisar mais a fundo essas dúvidas em automação de RPA, percebemos que esse é seu grande trunfo. Com uma boa solução e inteligência, é possível transformar o jeito de trabalhar dentro de um negócio. Modernizar a produtividade é o caminho para ser mais competitivo no futuro.

Quer entender ainda mais sobre essa solução e começar a planejar sua implementação? Então leia este guia completo sobre integração e benefícios da Inteligência Artificial em RPA!

Open chat