(11) 4119 5656 biti9@biti9.com.br

RPA – Robotic Process Automation

Todo processo pode ser automatizado?

Um dos primeiros passos para a adoção de RPA é identificar quais são os processos passíveis de automatização e quais serão automatizados.
Esta etapa é obrigatória, pois em teoria, todo processo pode ser automatizado, porém, na prática, somente alguns procedimentos devem.
Para definir se um processo deverá ser automatizado, é necessário levar em consideração, durante a análise da viabilidade de automatização, alguns fatores determinantes, tais como: complexidade, frequência de execução, quantidade de execuções, dentre outros.
A combinação destes fatores permitirá determinar se um processo será automatizado integralmente, parcialmente ou não será automatizado.

O que automatizar primeiro? 

A foco deve ser automatizar primeiro os processos com a maior taxa de retorno, que, normalmente, possuem as seguintes características:

  • Simples;
  • Intensivamente manual;
  • Alto volume;
  • Repetitivo;
  • Baixo volume de exceções;
  • Alta probabilidade/incidência de erro humano.

Na sequência os processos mais complexos.

 O que pode ser automatizado?

 Dentre os inúmeros processos existentes em todas as empresas, podemos citar alguns exemplos:

  • Rotinas com processos padronizados;
  • Gestão de Relatórios e Análise de dados;
  • Transformação de dados;
  • Integrações entre sistemas;
  • Checagem antecipada e validação de dados;

 

Para mais informações sobre RPA, contate nosso especialista através do e-mail oespecialista@biti9.azurewebsites.net.br

Autor: Vanderlei Borri (oespecialista@biti9.azurewebsites.net.br)