(11) 3181 7255‬ \ (11) 4119 5656 biti9@biti9.com.br

Desde que matemáticos começaram a programar computadores, o objetivo é fazer com que as máquinas realizem alguns trabalhos por nós. Com RPA e IA, isso não somente é possível como também é efetivo para gerar mais eficiência nos processos e reduzir custos.

Neste artigo, apresentaremos as diferenças entre essas duas tecnologias e as vantagens de utilizá-las. Se quiser entender as possibilidades e como aplicar da melhor forma na sua empresa, confira todos os tópicos a seguir!

O que é RPA?

O Robotic Process Automation (RPA) é um software utilizado para executar tarefas repetitivas. Ou seja, é uma aplicação que visa automatizar processos, mas de uma forma que envolva menos interferência humana que as estratégias tradicionais de automação.

Dado que os funcionários não perderão tempo com atividades burocráticas, podem focar no que fazem de melhor e beneficiar ativamente a empresa.

O que é IA?

Inteligência artificial é a área que estuda como tornar computadores mais autônomos, capazes de tomar decisões relevantes e simular artificialmente o processo de pensamento e aprendizagem do ser humano.

As aplicações de IA são inúmeras, desde softwares de reconhecimento de voz à visão computacional, sendo utilizadas nas mais diversas áreas — como medicina, esportes e na indústria.

Como cada uma funciona?

Uma aplicação RPA pode ser configurada somente por programadores ou por colaboradores comuns. É utilizada como “aprendiz” dos funcionários e, após submetida a um treinamento, pode executar funções específicas

Aplicações dotadas de inteligência artificial são, geralmente, capazes de aprender e ir se preparando também para o inesperado. Assim, lidam com uma alta quantidade de dados e cálculos robustos para gerar resultados.

A principal diferença entre as duas tecnologias é que os sistemas de RPA são treinados de modo a se especializar em determinadas tarefas e não para decisões complexas; já os de IA podem até prever o futuro.

Quais são as vantagens do RPA?

RPA e IA são tecnologias diferentes, e isso pode ser visto nos benefícios oferecidos às empresas. No caso da automação robótica de processos, os ganhos estão relacionados à capacidade de escalar ações específicas, atacando tarefas repetitivas para reduzir custos e minimizar os erros. Confira!

Automatizar tarefas repetitivas

Um software com a tecnologia RPA aplica um conhecimento prévio e específico a uma situação futura. Isto é, a solução identifica a presença das condições e regras que foram programadas, respondendo com a ação predefinida.

Ao compararmos com os diferentes tipos de tarefas, o Robotic Process Automation consegue automatizar as funções que não demandam análise, avaliação e criatividade. Logo, atinge a maior parte da atividade repetitiva, tendo um forte efeito para reduzir a sobrecarga de trabalho e aumentar a produtividade.

Padronizar os processos e atividades

Outro benefício é a qualidade constante na execução de tarefas, eliminando erros e retrabalhos. Por exemplo, se o banco de dados estiver correto, não importa quantas notas fiscais o software vai emitir, todas estarão preenchidas da maneira correta.

Seguem dois exemplos de aplicação de RPA: no RH, os robôs podem reduzir as possíveis ocorrências de problemas com relação às folhas de pagamentos, contratos, entre outros; já no setor de atendimento, um software altamente treinado poderá oferecer um suporte mais rápido e eficiente, auxiliando na fidelização dos clientes.

Otimizar as competências profissionais

A automação de tarefas repetitivas possibilita a aplicação dos conhecimentos e habilidades dos colaboradores em áreas mais estratégicas. Isso é importante porque a burocracia gera situações de excesso de competência. Ao eliminá-las, podemos fazer um uso mais adequado do trabalho dos funcionários.

Imagine o caso de um analista financeiro ocupado com ações simples e repetitivas. Nesse cenário, a organização está pagando por um profissional com ensino superior e experiência na área, mas não está empregando seu potencial nas atividades. Daí a importância de automatizar tarefas de modo a realocar o especialista para funções em que ele pode agregar mais valor à empresa.

Aumentar os níveis de segurança da informação

Ademais, vale ressaltar que robôs fornecem maior segurança quando lidam com informações sensíveis dos clientes, fazendo o armazenamento correto segundo as normas devidas pelos programadores. Logo, fortalecemos a integridade de dados para evitar violações à legislação sobre o tema.

Mitigar os custos e aumentar receitas

Resumidamente, o RPA gera a redução de custos e erros, bem como traz maior velocidade e eficiência entre seus benefícios. É também mais fácil integrá-lo aos sistemas internos, com uma ferramenta que se adequa às rotinas atuais.

Os resultados financeiros são afetados igualmente pelo impacto das vantagens em novas oportunidades de negócio e fontes de receita. Afinal, é possível usar as competências profissionais de maneira estratégica e tornar a empresa mais produtiva. 

Quais são as vantagens da IA?

A inteligência artificial tem missões diferentes em relação ao RPA. Aqui, a proposta é não apenas aplicar um conhecimento prévio em ações específicas, mas simular as capacidades humanas, como julgamento, criatividade e aprendizado. Veja as vantagens!

Executar análises

O primeiro benefício da IA é a capacidade de desdobrar um conhecimento ou banco de dados em partes para fazer análises preditivas, preventivas ou descritivas

É um recurso importante porque, embora os colaboradores possam executar esse trabalho, a tecnologia consegue processar grandes volumes de dados e simular as habilidades humanas em larga escala.

Construir vantagens competitivas

Não por acaso, a inteligência artificial é uma das tendências de business inteligence. Os diferentes tipos de análise ajudam as empresas a desenvolverem produtos, identificarem demandas dos consumidores e influenciar os hábitos de compra.

E-book RPA

Melhorar a tomada de decisão

As informações utilizadas na tomada de decisões também são mais qualificadas, especialmente com modelos que combinam tecnologia e estatística. Logo, os gestores podem resolver problemas, aumentando seus percentuais de acerto e fundamentando as escolhas em dados.

Fazer julgamentos

Os recursos de inteligência artificial também conseguem realizar tarefas que envolvam julgamento e avaliação. Um exemplo é auditar um banco de dados financeiros em busca de inconsistências e fraudes, outro é indicar produtos em uma loja conforme as preferências de compra do consumidor. E, um terceiro é apontar a melhor rota a partir das informações do GPS.

Entender a linguagem humana

As soluções de inteligência artificial podem ser usadas para entender a fala ou escrita das pessoas, abrindo a possibilidade de automação dos atendimentos. Com isso, reduzimos a quantidade de demandas que chegam aos colaboradores, dando respostas rápidas e adequadas aos clientes.

Personalizar os serviços

Uma inteligência artificial também pode auxiliar na fidelização desses clientes, atuando na predição das preferências de compra deles. Sem contar as aplicações do machine learning e das estratégias inovadoras que podem ser desenvolvidas, destacando a empresa no mercado.

Quais são os benefícios de usar RPA e IA em conjunto?

A combinação entre RPA e IA amplia a quantidade e tipos de tarefas que conseguimos automatizar na empresa. Afinal, embora difiram, as soluções oferecidas são complementares.

Determinar incertezas

A inteligência artificial pode alimentar os bots com informações para executar ações, mesmo que as condições não tenham sido previstas de forma específica pelo programador. 

Vemos essa possibilidade, por exemplo, ao usarmos assistentes de voz, que indicam resultados de pesquisa ou a execução de aplicativos, adaptando-se aos termos utilizados pelo usuário.

Automatizar processos com muitas variáveis

A capacidade de análise e avaliação da inteligência artificial possibilita o uso em processos com múltiplas variáveis. Em vez de se basear apenas em um conhecimento prévio, a automação pode partir de probabilidades, executando ações a partir das informações complexas.

Um exemplo é aprimorar a triagem de currículos, realizando o ranqueamento dos candidatos conforme a compatibilidade com a vaga. Outro é modificar os produtos exibidos para o cliente na loja online conforme os indicadores coletados, enquanto ele navega pelo site.

Processar dados desestruturados

A inteligência artificial pode igualmente transformar volumes de dados com informações desconhecidas, catalogando e tornando as informações recuperáveis. Assim, a partir da estruturação, o RPA pode ser programado para realizar ações a partir de regras específicas.

Imagine um banco de dados com todas as compras realizadas em uma loja. Nesse caso, após a IA determinar quem são os clientes e quais itens foram cobrados, o RPA pode usar esses dados para montar um relatório e responder a questões relevantes para os gestores, por exemplo.

Resolver problemas complexos

A conclusão é que a soma de esforços permite automatizar não apenas as tarefas repetitivas, mas também diversas atividades complexas. Com isso, o retorno sobre o investimento pode ser extraordinário, alcançando-se um cenário de hiperautomação e ampliando as possibilidades de reduzir custos, aumentar a produtividade, melhorar as decisões e agilizar os processos.

Aliás, para contar com essa tecnologia, mesmo em negócios, emergentes está mais acessível. Um exemplo é o uso da cloud computing para minimizar a demanda pela contratação de especialistas e investimentos em infraestrutura de TI, adquirindo as soluções como um serviço digital.

RPA e IA: como implementá-los em conjunto?

Primeiro é necessário um estudo dos processos repetitivos de uma empresa e dos índices de produtividade atuais. Uma vez conhecidas essas informações, é possível procurar uma solução que busque otimizar esses valores.

Então, deve-se iniciar a fase de treinamento do robô, usando um mapeamento dos passos e regras a serem seguidas. Assim, ele pode manipular a interface do usuário da mesma forma que um funcionário faria.

Com uma aplicação RPA existente, é possível torná-la mais autônoma e preparada para aprender ao mesclar com soluções de ciência de dados e estatística.

Um sistema de Robotic Process Automation, normalmente, é mais simples de implementar do que métodos tradicionais e consegue resultados mais efetivos. Além disso, a manutenção também é menos custosa por conta da flexibilidade.

Ferramentas de RPA e IA são imprescindíveis para quem deseja impulsionar os negócios, reduzir custos e otimizar os processos de trabalho.

Como acelerar a transformação da sua empresa?

A maneira mais acessível para contar com essas soluções e implementá-las de forma correta é buscar o auxílio eterno. Com um excelente parceiro, as empresas recebem o apoio e aceleram a transformação digital, colhendo rapidamente os frutos do investimento em tecnologia.

A principal diferença é que, em vez de adquirir conhecimento, experiência e tecnologia sozinha, a organização recebe esses ativos em um estágio avançado de experimentação e desenvolvimento. Portanto, pode focar em suas atividades principais, enquanto o parceiro fornece o know-how para efetuar as mudanças.

Aqui na Biti9, temos soluções de automação que podem ser implementadas de maneira rápida. Os bots utilizados são personalizáveis de modo a se adequar aos serviços dos diversos processos e departamentos, como RH, financeiro, marketing e administração. Logo, é possível encontrar a inovação certa para as características e necessidades da sua empresa.

Assim, você também pode contar com os recursos de RPA e IA integrados. E, como essas tecnologias reduzem custos e aumentam a produtividade quando implementadas, ocorrerá um rápido retorno do seu investimento.

Para conhecer os benefícios de adotar as soluções de automação na sua empresa, confira o Guia para entender a integração e benefícios da Inteligência Artificial e RPA!

Adote agora a automação de processos e ganhe pontos de eficiência em sua empresa!