Os avanços da tecnologia aceleram cada vez mais os processos de negócios das indústrias de grande porte. Diante disso, é relevante para os gestores que atuam na área conhecer um pouco mais sobre a automação na indústria automobilistica, visto que esse tema possui relação direta com a produção de novos veículos.

As máquinas têm um papel fundamental nas fábricas, pois ajudam na redução de custos e na melhoria da produtividade. O emprego de robôs na execução de tarefas repetitivas diminui o risco de acidentes e permite alocar a mão de obra humana em áreas finalísticas, que exijam mais criatividade e subjetividade.

Nesse cenário, a automação na indústria automobilística é uma opção interessante para a melhoria dos processos como um todo. Continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

O que é automação industrial?

Trata-se da aplicação de tecnologias de aplicativos, hardwares e programas específicos nos processos de produção em larga escala em uma fábrica inteligente. A ideia é executar projetos que melhorem a autonomia dos processos de fabricação e diminuam ao máximo a necessidade de esforços humanos na cadeia de valor.

Esse conceito é resultante da quarta revolução industrial (Indústria 4.0) e requer dos profissionais bons conhecimentos em computação na nuvem, RPA, internet das coisas e sistemas ciber-físicos.

As inovações em RPA mudaram drasticamente as demandas econômicas e as rotinas das pessoas. As informações estão altamente disponíveis e as tarefas repetitivas são rapidamente automatizáveis. Na sequência deste artigo, explicamos um pouco mais sobre o futuro da automação na indústria automobilística e os seus impactos.

1. Impressoras 3D

As pesquisas sobre impressoras 3D crescem cada vez mais e muitos empresários já perceberam boas aplicações dessa inovação nos seus ramos de negócios. A grande sacada desses equipamentos é diminuir os custos de reposição de peças de uso contínuo e permitir a criação de modelos de estudos e de testes. Aliar conhecimentos sobre RPA e design de produtos pode ser uma estratégia bem interessante para os próximos anos.

O contato com as tecnologias de impressão 3D permite aos técnicos visualizarem com mais precisão os componentes da linha de montagem de um automóvel e evitarem erros durante as tarefas mais repetitivas. Trata-se do redesenho da manufatura tradicional e do surgimento da figura do manufatureiro digital. Contar com especialistas em automação de processos é uma opção válida para o seu modelo de negócios.

2. Aumento dos carros elétricos e híbridos

A automação na indústria automobilística já favorece o surgimento de mais carros elétricos e híbridos nas ruas. Essa inovação surgiu da necessidade das indústrias reduzirem as suas emissões de gás carbônico na atmosfera. A ideia de ter um automóvel totalmente eletrificado e não dependente de combustíveis fósseis encoraja o surgimento de novos nichos nos mercados de produtos e serviços não poluentes. Trata-se de uma aplicação direta da Inteligência Artificial com RPA.

Os carros híbridos e elétricos fazem parte do grupo de veículos zero emissões e não emitem ruídos consideráveis. Os motores elétricos são mais silenciosos que os sistemas de combustão interna convencionais. Muitas dessas mudanças foram induzidas pelo aumento dos preços do petróleo no mundo inteiro. Em 2006, o Brasil apresentou um protótipo do Palio elétrico e firmou parcerias para desenvolver equipamentos de energia limpa.

3. TaaS

Trata-se da sigla para o termo Transportation as a Service. A mobilidade é um desafio nos centros urbanos e os automóveis são atores especiais nesse contexto. Como consequência das ideias da economia compartilhada, muitas montadoras já investem no modelo de transportes como serviços. Um exemplo dessa inovação é o DriveNow: um serviço concebido pela BMW e disponível em 12 cidades europeias.

A tendência é que os clientes aluguem carros por meio de aplicativos de smartphone que processam localizações compartilhadas. Cobra-se pela utilização por minuto do veículo. A ideia é maximizar a experiência do consumidor e atrair potenciais compradores que ainda não tiveram contato com a marca na concessionária. Todas essas inovações têm uma base forte na aplicação do Design Thinking em mapeamento de processo para RPA.

4. Blockchain

Outra tecnologia em expansão na atualidade. Consiste na aplicação de criptomoedas em transações financeiras online. Ainda existem diversos nichos pouco explorados e isso representa boas oportunidades que a automação pode trazer para o seu negócio. Muitas empresas automobilísticas já visualizam nessa nova tecnologia maneiras de se diferenciarem no mercado.

Alguns exemplos para você entender melhor essa nova realidade no setor de veículos:

  • a Mercedes criou a MobiCoin para recompensar os motoristas com bons hábitos de condução ecológicas;
  • a Porsche, em cooperação com a Xain, já estuda abrir e travar as portas dos carros com aplicativos de criptografia;
  • já a BMW, em parcerias com especialistas em blockchain, pesquisa fontes de cobalto que não utilizem trabalho escravo.

5. Gêmeos digitais

Trata-se de uma tecnologia para criar modelos digitais de produtos como carros, máquinas e turbinas de aviões. A ideia é gerar o protótipo e conseguir simular cada um dos passos do processo de produção. Com isso, reduz-se os custos com equipamentos físicos e a necessidade de parar as operações na fábrica para novos testes. A simulação digital facilita também a identificação de possíveis erros.

As variadas demandas dos clientes forçam, cada vez mais, processos produtivos flexíveis. É preciso se renovar e se readaptar ao mercado constantemente. Já existem sistemas que acompanham toda a montagem de um carro e, ao final, criam os gêmeos digitais.

Se bem calibradas, as máquinas podem executar trabalhos de fuselagem com muito mais precisão que uma mão de obra humana. A sustentabilidade por meio da automação de processos é uma realidade possível em muitas fábricas grandes do mercado.

Muito bem, essas são as 5 principais tendências para o futuro da automação na indústria automobilística. É necessário estudar cada vez mais sobre as novidades do mercado para se manter competitivo. Afinal, para as organizações que apostam nas inovações disruptivas, o mercado está bem favorável e entender um pouco mais sobre esses novos contextos pode ser bem interessante. Nosso blog está à sua disposição para aprofundar esses conhecimentos.

Assine a nossa newsletter e se mantenha sempre atualizado. O seu apoio é muito importante para nós!